Simplesmente Eu

Relaxe, a vida espera!

Tipos de pincéis de maquilhagem a usar! Saiba quais são

Porsimples1-admin

Tipos de pincéis de maquilhagem a usar! Saiba quais são

Já fez alguma maquilhagem com um(a) profissional? Ficou de boca aberta quando abriu o estojo de pincéis de maquilhagem e eles eram para aí uns 100? E a seguir pensou: e eu que aplico a sombra com o dedo! Não vai precisar nem de metade. Vamos dizer-lhe quais os 8 tipos de pincéis básicos que são realmente necessários e indispensáveis

Muitas mulheres não percebem a finalidade dos pincéis, uma vez que sempre se habituaram a fazer tudo com as mãos. Mas de nada adianta ter a melhor matéria prima se não tiver boas ferramentas para a utilizar.

Existem centenas de pincéis de maquilhagem disponíveis no mercado. Mas para alguém que apenas precisa de se maquilhar no dia-a-dia ou, de vez em quando, para um jantar ou festa não precisa de tantos pinceis. Se forem muitos, só se vai baralhar ainda mais. Por isso, consideramos 8 os tipos de pincéis básicos que deve conhecer e que são fundamentais.

É verdade que na maquilhagem não existem regras fixas. Cada um utiliza diferentes técnicas, não há nenhuma melhor do que outra. Tudo tem a ver com a adaptação a cada pessoa a essas técnicas.

No que diz respeito aos pinceis vamos facilitar e mostrar o kit básico que toda a mulher deve ter.

pincel de base1 – Pincel para Base

Existem três tipos principais de pincéis destinados à aplicação da base – Pincel de Base Convencional, Duo Fiber e os Kabukis.

Cada um desses possui variações de formato, tamanho e textura, assim como representam diferentes efeitos e possuem diferentes indicações. Não precisa ter os três, apenas um deles pode satisfazer as suas necessidades. Contudo, a escolha dependerá mais do tipo de base que você usa e da cobertura desejada do que do pincel em si.

O pincel de base convencional pelas características citadas, resulta num acabamento mais pesado e menos natural na maquiagem. Contudo, o seu formato achatado permite alcançar com facilidade as áreas de difícil acesso do rosto, como ao redor dos olhos e narinas.

Os Kabukis de base são indicados para aplicação de bases líquidas. O seu formato arredondado permite a aplicação em movimentos circulares e as cerdas densas “carregam” bastante produto, promovendo cobertura de média à alta, homogénea e com um acabamento mais natural. Este tipo de pincel requer uma mão leve para não aplicar mais produto do que o necessário.

Entre os pinceis citados, o Duo Fiber é o mais versátil. Pode ser utilizado para aplicação de variadas texturas de base (Líquidas, cremosas e até mesmo em pó) promovendo excelentes resultados. O Duo Fiber pode ser encontrado em diversos tamanhos, sendo que, quanto menor ele for mais precisa será sua aplicação.

 

2 – Pincel de correção

É um pincel de cerdas sintéticas, achatado, no formato de “língua de gato” e tamanho pequeno, como se fosse uma versão mini e magrinha do pincel de base convencional. Eficaz na aplicação de corretores líquidos e cremosos, ideal para cobrir pequenas manchas (como marcas de acne) e para depositar o produto sobre as olheiras.

3 – Pincel para Pó

O pincel destinado à aplicação de pó, seja compacto, solto, translúcido ou com cor, deve ser:

Grande, cheio, com formato arredondado e composto por cerdas naturais, as quais não irão arranhar a base previamente aplicada. Vários outros tipos de pincéis, com diferentes tamanhos e formatos, também podem ser utilizados para aplicação do pó. Contudo, um pincel com as características citadas acima irá executar com eficiência esta etapa da maquiagem com praticamente todos os tipos de pós. Nunca se esqueça de retirar o excesso de pó do pincel com leves batidas antes de aplicá-lo no rosto.

4 – Pincel para Blush, Bronzer e Iluminador.

A fim de utilizar um único pincel para satisfazer a aplicação dos três produtos citados, ele deve ser parecido com o pincel de pó, porém com um formato mais pequeno, cerdas mais longas e menos densas.

5 – Pincel para Sombras

Ideal para depositar as sombras nas pálpebras. Deve ser pequeno, feito com cerdas naturais e no formato achatado. Quanto mais firmes forem as cerdas, maior será a precisão, o potencial de construção e a intensificação dos pigmentos na maquilhagem. Portanto, evite pincéis para sombras que sejam demasiado fofos a não ser que sua intenção seja apenas der um leve toque de cor aos olhos.

6 – Pincel para Esfumar

Pequeno, composto por cerdas naturais, com formato arredondado e mais gordo. Ideal para marcar o côncavo e esfumar as cores. Ao contrário do pincel para aplicar sombras, o pincel de esfumar deve ser mais macio, característica que possibilitará a sua função: esfumar.

7 – Pincel para Delinear

Este pincel é multifuncional, serve para contornar os olhos nas pálpebras superior e inferior, delinear a linha de água, preencher sobrancelhas e aplicar eyeliners em gel. Este deve ser pequeno, fino, com cerdas firmes e topo com corte diagonal.

8 – Pincel para Lábios

Muita gente se esquece deste pincel, mas acreditem: quando aprendemos a usá-lo torna-se indispensável, principalmente para cores mais escuras ou mais coloridas. Além de conseguir uma maior precisão na aplicação vai conseguir também que o batom dure mais.

Ou então opte por um kit que já traz os pinceis básicos:

Porsimples1-admin

Já escolheu a maquilhagem para Festa de Natal? Descubra agora!

Entramos no mês do Natal e isso é sinónimo de jantares. E são vários. É o jantar da empresa. São os jantares de amigos, daqueles que vemos muitas vezes e daqueles que vemos uma vez por ano. A época natalícia é sempre um bom pretexto para juntar os amigos à mesa. Mas há pormenores que não podemos descurar. É caso para perguntar: já escolheu a maquilhagem para festa de Natal?

A temporada dos jantares de Natal já começou e está para durar. Por isso, o melhor é saber como estar preparada para estes eventos sociais. É normal estes programas natalícios serem marcados durante a semana. Isso quer dizer que nem sempre terá a oportunidade de passar por casa. Mudar de roupa no trabalho também não é o ideal. A solução, passa por destacar a maquilhagem para a festa.

É Natal e, por isso, ninguém vai levar a mal se arrojar mais do que é habitual no que toca à maquilhagem. Nesta altura festiva, são muitas as edições especiais de beleza que são lançadas e em comum têm quase todas: o batom vermelho e o glitter. Por isso, aproveite para usar e abusar de produtos com estas características nesta altura do ano.

A regra é simples: se destacar os olhos com tons escuros deixe para os lábios os tons claros, que podem ter um ligeiro brilho. Se preferir destacar os lábios com um tom de batom vermelho suavize os olhos.

Se seguir este conselho à risca nunca vai estar demasiado maquilhada.

VEJA AQUI 6 PASSOS PARA UMA MAQUILHAGEM PARA FESTA DE NATAL

No meio de toda a agitação de Natal, não descure a maquilhagem com estes 6 passos simples para um look elegante, feminino, adequado às festas e, mais importante, de fácil execução. Afinal de contas, também quer brilhar, não quer?

1 – Aplique uma base líquida com um toque brilhante, ou use um iluminador. Se vai usar um decote, não se esqueça do pescoço e ombros.

2 – Penteie as sobrancelhas, preenchendo-as com um lápis de cor condizente, nos locais necessários.

3 – Com a ponta do dedo, aplique um pouco de blush creme num tom rosa nas maçãs do rosto, têmporas e queixo, espalhando uniformemente.

4 – Com a ponta do dedo, aplique uma sombra em creme num tom branco iridescente em toda a pálpebra.

5 – Com o pincel, aplique uma sombra em creme castanha, na dobra do olho e depois mais abaixo, sob o mesmo.

6 – Envolva as pestanas num enrolador de pestanas e, de seguida, aplique um pouco de máscara de pestanas preta, apenas nas pestanas superiores.

Termine com a maquilhagem dos lábios: comece por delinear e depois preencha os lábios com um lápis num tom de pele. De seguida, passe um cotonete sobre os lábios para suavizar a tonalidade. O toque final dá-se com a aplicação de um pouco de gloss transparente.

A maquilhagem para festa está pronta!

Pode também assistir ao vídeo da Inês Mocho sobre a maquilhagem para os jantares de natal. São também uma boa ajuda para ficar deslumbrante.

Divirta-se!!

Porsimples1-admin

Massagem Shantala indicada para o seu bebé

A Massagem Shantala é um tipo de massagem milenar indiana, fortemente influenciada pelas tradições do Yoga e da Medicina Ayurvédica,sendo especialmente indicada para os bebés. Ler mais

Porsimples1-admin

Descubra os benefícios da massagem Ayurvédica

A Massagem Ayurvédica é uma das mais tradicionais da Índia. É uma terapia complementar associada à Medicina Ayurvédica, isto é, corporificada nos Vedas. de raízes milenares na Índia e que engloba todos os aspectos da saúde física, mental e espiritual das pessoas.

A Massagem Ayurvédica consiste numa técnica de massagem profunda que alia movimentos vigorosos em toda a massa muscular conjuntamente com manobras de tracção e alongamento, além da estimulação de pontos e órgãos vitais (energizando-os se estiverem bloqueados e controlando-os se estiverem hiperactivos).

Na Massagem Ayurvédica são usados determinados óleos naturais especiais, aquecidos à temperatura ambiente ou ligeiramente superior, escolhidos de acordo as características psico-físicas de cada pessoa.

Depois de uma sessão de Massagem Ayurvédica sente-se com uma sensação de frescura, leveza e tranquilidade, cheio de energia, paz e luz.

Porsimples1-admin

O que é a Reflexologia?

A Reflexologia é uma técnica muito antiga.

Existem indícios de que esta já era utilizada na China há cerca de cinco mil anos.

A Reflexologia é uma terapia reconhecida pela Organização Mundial de Saúde.

Baseia-se no princípio da existência de reflexos nos pés, mãos, ouvidos (Reflexologia Auricular) e coluna (Reflexologia Vertical) relacionados com todos os órgãos, glândulas e sistemas do corpo.

Ao estimular estes pontos reflexos, através de técnicas específicas,o terapeuta de reflexologia irá ajudar o corpo nos vários processos homeostáticos (de equilíbrio).

A “massagem” de Reflexologia é praticada através depressões rítmicas em pontos específicos dos pés, mãos, face…de acordo com um complexo “mapa” onde se associam pontos específicos do pé, mão, face… a órgãos, glândulas e sistemas do corpo humano.